SELECIONAR SECÇÃO
1
O que causa o AVC
2
O que pode ser feito para evitar AVC
3
O tratamento de um AVC agudo
4
Sabia que
5
Sobre
Voltar à página "Saiba mais"
Progresso
0%
Concluído
O que causa o AVC

Os AVC hemorrágicos não são comuns e constituem cerca de 15% de todos os AVC. 

O AVC é sobretudo o resultado do bloqueio de uma artéria no cérebro por um coágulo.

Se quer evitar ter um AVC, provavelmente estará a perguntar-se como é que este coágulo se forma e o que pode fazer para o prevenir. Em termos muito simplificados, os coágulos no sangue são na maioria dos casos causados por um de dois fatores: artérias doentes ou sangue que coagula mais do que o normal

Artérias doentes

Pode ter ouvido falar no termo aterosclerose. Se não ouviu falar, não se preocupe, é uma palavra de médico para dizer doença das artérias doentes.

Pense nas suas artérias como uma mangueira de jardim.

A torneira é o seu coração, que bombeia sangue para a mangueira (as suas artérias). A única diferença entre as artérias e a mangueira é que o líquido (sangue) não sai do sistema. Mantém-se em circulação e fornece oxigénio e nutrientes onde são necessários.

Agora imagine o que irá acontecer se esta mangueira fechar na ponta e a pressão que vem da torneira aumentar. Como o líquido não pode sair, a pressão começa a aumentar. A curto prazo, a mangueira, segundo se espera, é suficientemente elástica para suportar o aumento de pressão, mas, se continuar durante um período de tempo mais longo, a mangueira pode começar a ficar com fissuras. Especialmente se a mangueira sob pressão for deixada ao sol. Vai acabar por ficar endurecida e perder a elasticidade. 

 

O sistema das suas artérias é igual.

Se a pressão nas artérias aumentar por algum motivo (como quando a sua equipa de futebol marca um golo, por exemplo), as suas artérias conseguem suportá-la, porque são elásticas. Mas se este aumento de pressão se mantiver durante um longo período de vários anos, a tensão constante pode resultar em pequenas fissuras que se formam nas paredes das artérias.

Felizmente, o seu corpo tem algo que existe para corrigir estas fissuras. Esta “coisinha” chama-se colesterol. Precisamos de colesterol, uma vez que corrige as paredes das células e lesões causadas pela tensão arterial elevada, como no exemplo acima.

O problema é que se a tensão persistir ou tiver demasiado colesterol, a pequena lesão pode passar a acumular mais colesterol. Podem também juntar-se ao colesterol outras substâncias e, como resultado, a parede da artéria pode ficar mais espessa e menos elástica. Tanto que se esta situação persistir a artéria pode ficar completamente bloqueada. O que também acontece por vezes é que esta placa, que se forma na parede da artéria, pode tornar-se instável e libertar-se, podendo deslocar-se e bloquear uma artéria algures no cérebro. 

Português
Portugal
Português
Portugal
Brasil
Bulgária
Canadá
Predefinição
Geórgia
Alemanha
Grécia
Hungria
Islândia
Itália
Cazaquistão
Lituânia
Moldávia
Polónia
Roménia
Federação Russa
Singapura
Eslováquia
África do Sul
Espanha
Taiwan, Província da China
Ucrânia
Emirados Árabes Unidos
Uzbequistão
ENVOLVA-SE

SAIBA MAIS

CONHEÇA OS HERÓIS

CAMPANHA EM AÇÃO

COMUNIDADE

REDES SOCIAIS
ARTIGO COMPRADO.
NÃO TENS MOEDAS SUFICIENTES.
NÃO TENS DIAMANTES SUFICIENTES.
Powered by Translations.com GlobalLink OneLink Software